Blog


You are here: The Worldwide Womb Blessing® > Resources > Meditação e Orações > Meditar com os Arquétipos Femininos durante o Isolamento do Coronavírus: Fase da Donzela

Meditar com os Arquétipos Femininos durante o Isolamento do Coronavírus: Fase da Donzela

This post is also available in: en hr fr it de pt-br pt-pt es

Print Friendly, PDF & Email

Meditação da Donzela (fase pré-ovulatória) para quem se encontra em isolamento devido ao Coronavirus (Covid-19).

De: Miranda Gray, Autora e Professora internacional de mulheres

Dependendo do local do mundo onde vivemos, podemos ser afetadas pelas restrições do vírus e pelo isolamento de formas diferentes. Não poder ir à rua para sentir e expressar as renovadas energias físicas dinâmicas da nossa Donzela na fase pré-ovulatória pode criar sentimentos de frustração e de estagnação de energia. Não ter possibilidade de experienciar a imensidão da nossa individualidade num mundo pleno de espaço e potencial pode trazer sensações de estar restringida e limitada.  Podemos não ter possibilidade de ir à rua fisicamente, mas podemos libertar a Donzela em meditação para sentir as suas energias e expressá-las. E quanto mais detalhada for a visualização, mais feliz a Donzela vai ficar – porque também vamos estar a exercitar os seus poderes intelectuais de hiper-atenção.

Para criar uma fase pré-ovulatória equilibrada, 
leia simplesmente a Meditação da Donzela nessa fase.

Meditação da Fase da Donzela 

Preparação:

Não precisa ter nada específico para realizar esta meditação, mas pode ser agradável ter à sua frente uma imagem ou um objeto que represente as energias da Donzela/Fase pré-ovulatória/Primavera/Quarto-Crescente. Pode querer também vestir algo que represente a sua Donzela Interior. 

Meditação:

Fecha os olhos e traz a tua consciência para o teu corpo.

Faz uma respiração profunda e imagina que a Luz do sol toca o teu rosto. Sente a energia quente de força de vida que vem do sol. 

Sente, sabe ou vê que estás no topo de uma colina redonda; debaixo dos teus pés a erva é verde e macia. Por cima de ti, o céu está num lindo azul e vês pássaros que voam bem alto, brincando na brisa.

À tua frente está uma paisagem de delicadas colinas, de pequenos bosques e prados repletos de flores. 

Respiras profundamente e abres os braços para o lado e sentes-te livre. 

Na tua mente diz “eu sou livre!” 

(Pausa)

Sentes a tua aura expandida pelo vasto horizonte e sentes asas de energia a estenderem-se pelos teus braços e dedos. Sente a imensidão de tudo o que és – e sorri.

(Pausa)

Respira profundamente e permite que toda a resistência presente no teu corpo se dissolva. Deixa ir a tensão de te conteres, de seres pequena ou estares confinada. Agora és livre e tão grande quanto o horizonte.  

E à medida que sentes que te estendes cada vez mais para fora, sente energia, alegria e felicidade a fluírem por ti. Isto é quem tu és.

Começas a descer a colina junto a um pequeno riacho que flui entre as árvores. O vento agita as folhas e elas sussurram enquanto caminhas por baixo delas. 

Mas caminhar não é suficiente para expressar a alegria que sentes e então começas a correr e a dançar e a saltar! Sentes o ritmo dos teus pés na terra, o sol por cima de ti e o vento à tua volta. À medida que corres e danças, vais relaxando no ritmo e sentes a tua conexão com as energias da Terra, da Natureza. 

(Pausa)

Tudo é bom.  

Tudo está bem.  

O teu corpo move-se com liberdade e alegria e sentes-te abençoada com cura e bem-estar.

(Pausa)

Corres pelos prados de pequenas flores amarelas, cor-de-rosa e azuis, até que paras uma vez mais no topo da colina.

Desta vez a terra está plana à tua volta e percebes que estás num lugar ancestral e sagrado. Marcado no calcário da terra está uma imagem do Sagrado Feminino na sua forma dinâmica, como caçadora. 

Estende os teus braços físicos o mais longe que conseguires, com as palmas das mãos viradas para cima e sente a energia da Donzela a fluir por ti, trazendo vida, felicidade, bem-estar e um sentimento de liberdade e alegria.  

(Pausa)

Relaxa os braços e senta-te neste lugar sagrado pelo tempo que quiseres.

(Pausa)

Quando estiveres preparada para deixares esta meditação. 

Colhe algumas das plantas silvestres à tua volta e coloca-as na escultura da Donzela com gratidão e amor.

Escuta algum conselho que te seja dado. 

Depois, faz uma respiração profunda, sorri, abre os olhos, espreguiça-te – e traz a energia da Donzela para o mundo.

Leia as outras meditações do Arquétipo durante o seu Isolamento do Coronavírus: Mãe, Feiticeira e Crone.

This post is also available in: en hr fr it de pt-br pt-pt es