Blog


You are here: The Worldwide Womb Blessing® > Resources > Inglês > Covid-19 – Introdução ao auto-isolamento e bem-estar mental e físico no seu ciclo menstrual

Covid-19 – Introdução ao auto-isolamento e bem-estar mental e físico no seu ciclo menstrual

This post is also available in: en fr it de pt-br pt-pt es

Print Friendly, PDF & Email

Pela autora e professora de mulheres Miranda Gray.

Dependendo de onde vivemos no mundo neste momento, existem vários níveis de regulamentos, restrições e isolamento recomendado ou imposto. Com todas as preocupações e responsabilidades sobre como gerir tudo, ajudar crianças e idosos e as preocupações com o nosso trabalho, finanças e encontrar comida, a nossa consciência dos nossos quatro arquétipos femininos torna-se repleta de coisas mais urgentes. E numa crise, os nossos Arquétipos – a Donzela em pré-ovulação, a Mãe na ovulação, a Feiticeira pré-menstrual e a Anciã (Crone) menstrual – mudam para um cenário de ‘luta ou fuga’.

Por um curto período de tempo, esta maneira de pensar e de reagir a partir de “lutar ou fugir” pode ser útil para o nosso bem-estar e para as pessoas à nossa volta. A Mãe Natureza não quer que olhemos para um tigre enquanto ele nos persegue, pensando: “Oh, como é lindo este animal, nunca vi um tigre tão perto antes” ou “Oh, pobre tigre, acho que deves de estar com muita fome?” Em vez disso, a Mãe Natureza quer que suprimamos os aspetos subtis do nosso curioso intelecto de Donzela e da nossa Mãe empática e apenas CORRER!

Mas, após um longo período de stresse contínuo, os nossos Arquétipos podem manifestar-se nesse modo desequilibrado e limitado como “normal” e perdemos o contato com os benefícios e os dons mais amplos da fase e do Arquétipo. Assim, como os cientistas preveem que a crise do vírus continuará por vários meses e muitas mulheres experimentarão os seus ciclos isoladamente, precisamos saber não só como permanecermos seguras e bem, usando os dons do “lutar ou fugir” dos Arquétipos, mas também cuidar dos aspetos mais subtis, para que não percam o contato com o sentido mais profundo e amplo do nosso eu. É dentro do tecer de energias subtis, dentro da nossa natureza cíclica, que nós mulheres detemos o nosso poder e os nossos dons criativos. Essas energias e dons não são apenas necessários numa crise, mas também quando o mundo emergir depois e precisarmos de construir algo novo.

Para nos ajudar nesta crise, para sentir bem-estar mental e auto-capacitação em circunstâncias desafiadoras, criar Arquétipos equilibrados que não são stressados e criar um ciclo menstrual sem stresse físico, precisamos de atender às necessidades dos nossos Arquétipos em cada uma das suas fases, para que possam sentir-se amados e aceites e serem expressos no mundo como quem somos.

A chave para estabelecer bem-estar e um ciclo equilibrado é simples:

Quando expressamos um Arquétipo numa atividade que está alinhada com a necessidade do Arquétipo, na fase do Arquétipo… 

estamos a sentir alívio de stress, bem-estar e felicidade.

Por exemplo: precisamos fazer algo ativamente para expressar o nosso aumento de energia física e intelecto da Donzela na fase da Donzela para trazer à fase e a nós mesmas um empoderamento equilibrado. Então, isso pode ser: dançar e depois ler, ou pesquisar no Google algo novo para aprender. 

Por estarmos mais conscientes dos nossos Arquétipos numa crise, não apenas podemos ficar mais equilibradas e abertas às habilidades e aos dons extras que temos, mas também podemos ajudar aqueles que estão isolados connosco a entender melhor a nossa natureza cíclica e o que podemos oferecer e necessitamos em cada fase. Esta crise tem a oportunidade de criar uma verdadeira realização das autênticas energias femininas para muitas mulheres, casais e famílias.

Somos todas únicas nas nossas circunstâncias e nas nossas experiências dos Arquétipos. Temos a oportunidade de dar mais atenção ao nosso corpo e aos Arquétipos, explorar e descobrir o que podemos fazer melhor ou mais facilmente em cada fase. Precisamos ouvir o nosso corpo, observar as nossas emoções e pensamentos, acompanhar as nossas fases e Arquétipos, para que possamos aferir se estamos totalmente numa fase ou nos Dias de Transição, onde experimentamos algumas habilidades e energias de dois Arquétipos diferentes.

Em todas as fases há um presente; se pudermos atender às necessidades expressivas, criativas e físicas do Arquétipo e, portanto, trazer cura e equilíbrio ao Arquétipo, podemos desembrulhar o presente e partilhá-lo com outras pessoas.

Nós, mulheres, somos abençoados com estas habilidades incríveis, para que possamos partilhá-las com outras pessoas em benefício de todos e em benefício do futuro.

Para aprender mais sobre as atividades para equilibrar os seus Arquétipos Femininos da Donzela, Mãe, Feiticeira e Anciã (Crone), existem mais artigos em: www.mirandagray.co.uk e www.wombblessing.com

This post is also available in: en fr it de pt-br pt-pt es