Blog

As energias da Anciã

This post is also available in: en hr fr it de pt-pt es

Print Friendly, PDF & Email

The Crone energiesAs energias da anciã são as energias da fase menstrual, da Lua Escura e do Inverno. É um momento de quietude, hibernação, de sair do mundo exterior e se conectar com o mundo interior, mais profundo.

Já desapareceram as emoções turbulentas, as instabilidades de humor, as oscilações das energias física e mental da fase da Feiticeira. Já se foram as carências , a vulnerabilidade , a inspiração selvagem e os comportamentos compulsivos. Finalmente, como o mar depois da agitação da maré baixa, estamos quietas e em paz.

Assim como a Lua esconde a sua cara do mundo por três dias, a nossa energia também se retira. Somos como a terra no inverno, quando os animais e as plantas hibernam e a força da vida já não está mais presente, ela voltará somente na primavera.

Para muitas de nós essa retirada pode ser amedrontadora. No mundo moderno, preenchemos cada hora de nossa vida com coisas e atividades. Não podemos sequer esperar numa fila sem pegar o celular e consultar o Facebook ou ouvir música. O vazio e o tédio são coisas do passado, ainda que a nossa natureza cíclica esteja clamando por isso. Nessa retirada , nesse vazio, incorporamos o mais profundo de nós mesmas, as partes que vão além das preocupações do dia-a- dia e estão em uníssono com o Universo. Para muitas, isso é sentido como uma depressão – mas na realidade, é um estado de consciência alterada maravilhoso, quando tocamos a face do Divino e podemos derramar nosso ego e nosso amor, podemos nos aceitar, curar e restaurar.

Pode ser fácil dar as boas vindas ao final da fase pré-menstrual, mas pode ser desafiante ficar quieta no coração do labirinto, sentada, acolhendo o silêncio e a escuridão. Reunir–nos com outras mulheres para reconectar com a sacralidade desse momento pode ajudar. Fazendo isso podemos apreciar o sagrado no nosso corpo e na nossa feminilidade, tomando consciência de que nossas ancestrais também se retiravam do mundo nesses momentos para se concentrarem na cura e na renovação da conexão espiritual.

A relação do momento de sangramento com as fases lunares pode variar durante a nossa vida, nos orientamos ao “Ciclo da Lua Vermelha” (quando sangramos ao redor da Lua Cheia) ou ao “Ciclo da Lua Branca” (quando sangramos ao redor da Lua Escura), variando de acordo com nosso enfoque e propósito de cada momento na nossa vida. Todas as orientações são naturais.

No passado, enquanto as mulheres se recolhiam na Tenda Vermelha para compartilhar a menstruação, outras tantas caminhavam pelo mundo mostrando a cara exterior da Divindade Feminina. Enquanto umas mulheres estavam celebrando debaixo da luz da Lua Cheia, outras estavam recolhidas na Tenda Vermelha, recordando a todas a presença da Lua Escura em todos os aspectos da vida.

A Anciã nos oferece um santuário para nossas vidas agitadas. Ela diz, ‘Tudo está bem. Solte. Aceite. Recolha-se. Descanse e sonhe acordada’. E então podemos emergir do inverno dos nosso corpo e brotar na primavera, renovadas e cheias de energia.

Dando as Boas Vindas à fase menstrual da Anciã, à Lua Escura, ao Inverno e à fase pós-menopausa

Anciã Menstrual:

Pare.

Solte.

Permita-se soltar as expectativas da vida moderna. Frequentemente lutamos durante essa fase para cumprir prazos e para fazer as coisas que temos que fazer. Porém, o Divino Feminino nos pede para descansar e nos concentrar na nossa relação com Ela.

Honre esse momento desacelerando, indo dormir um pouco mais cedo, e fazendo coisas nutritivas para você.

Crie a sua própria Tenda Vermelha, no seu quarto – deite embaixo de uma manta vermelha, acompanhada de livros espirituais e música, com comida gostosa e desconectada da internet .

Use o meu livro ‘ Mensagens Espirituais para Mulheres’ para manter o foco em seu sonhar acordada e se conectar com a Divindade Feminina.

Lua Escura da Anciã:

Se for possível, tome um banho de banheira.

Imagine a cúpula do céu sobre você, cheia de estrelas. O céu está sem Lua.

Você está boiando nas águas do coração do labirinto, flutuando nas estrelas.

Em seu ser, você sabe que é uma com as estrelas do Universo, que faz parte dessa da linda energia da Divindade Feminina.

Em seu ser, você conhece o propósito da sua alma.

Em seu ser, você sabe que é amada e que está repleta de amor.

Descanse, em silêncio, neste maravilhoso conhecimento.

Se não puder tomar um banho de banheira, você pode tomar uma longa ducha ou usar uma cumbuca de água (talvez a cumbuca do Útero) como um foco para essa meditação.

Para obter mais ideias, dê uma olhada em ‘ Lua Vermelha – Compreendendo e Utilizando a Criatividade Sexual e Espiritual do Ciclo Menstrual’ .

Anciã do Inverno:

O inverno é um momento para recolher-se, para se esquentar perto do fogo e compartilhar histórias mágicas, míticas e lendárias. Era a estação dos ancestrais, quando a sua presença era percebida na terra, trazendo sabedoria e direção.

Com a escuridão do inverno, vem um ponto de inflexão, quando o sol fica parado e, então, pouco a pouco começa a subir de novo. A Anciã do inverno acolhe ao o bebê – sol no seu útero antes do seu novo parto no mundo. Ela também nos acolhe, nos dá espaço para ser nutridas, para descansar e crescer em nosso completo potencial antes da chegada das novas energias da primavera.

No começo da estação da Anciã (31 de outubro no Hemisfério Norte e 1º de maio no Hemisfério Sul), amarre uma fita vermelha nos galhos de uma árvore ou planta – em algum lugar onde você possa observar diariamente. A fita simboliza a menstruação da Mãe Terra, nos lembra como conectar com ela através da nossa própria fase menstrual, honrar esse momento sagrado, desacelerando e expressando o nosso amor, a gentileza e a consciência espiritual.

Anciã Pós-menopausa:

‘Menopausa’ é o nosso último sangramento menstrual e depois disso somos ‘pós- menopáusicas’. As mudanças que começam na fase Feiticeira da nossa vida vão para a fase da Anciã. As energias arquetípicas dentro de nós aparecem na nossa vida para serem amadas e respeitadas , e assim podem unir-se no auge da vida feminina em uma ‘Mulher Plena’. Como uma Mulher Plena, vivenciamos uma quinta fase, quando todas as energias arquetípicas estão unidas e ao mesmo tempo disponíveis de forma individual para nós. Temos a visão expandida da Anciã e por isso, somos Mulheres Sábias, temos o aspecto gentil e sem ego da Mãe, e assim somos Mães Escuras e Avós .

Celebre essa fase maravilhosa de sua vida com uma afirmação matinal simples e poderosa:

Eu estou centrada e repleta de Sábia Mãe.
Eu trago sabedoria e cura para as almas neste mundo.

Sinta ou imagine que você é uma Anciã da mitologia- repleta de poder espiritual, sabedoria e totalidade.

 

This post is also available in: en hr fr it de pt-pt es