Blog

Bem vinda ao trabalho de alma do Ano da Bruxa Anciã!


Print Friendly, PDF & Email

The Crone Year 2019Para muitas de nós, as energias da Feiticeira do ano passado foram desafiadoras e disruptivas – especialmente nos relacionamentos – mas todas as disputas, os términos e as discussões que vivenciamos não tinham nada a ver com a situação, ou as pessoas, mas com NÓS mesmas – nossas inseguranças, nossa falta de centro, nossa falta de autoestima e autoaceitação. Dizem que aquilo com que não sabemos lidar em relação aos outros são padrões que não conseguimos aceitar em nós mesmas.

O Ano da Bruxa Anciã é um ano de energias mais gentis, de descanso e restauração, mas há um profundo despertar que ocorre na escuridão se estamos dispostas a nos abrir a ele e a fluir com ele.

O presente da Bruxa Anciã é:
PERDÃO.

O Ano da Bruxa Anciã é o ano de soltar todas as emoções, sentimentos, julgamentos e culpas associadas e criadas por nossas disputas. É sobre nutrirmos empatia por ambos os lados, sem julgamento ou emoção, e sobre libertarmos na escuridão os padrões de pensamento repetitivos e não trazê-los de volta à luz de nosso mundo mental.

O presente da Bruxa Anciã é:
Ela nunca julga.

Nós nunca conseguimos saber tudo que acontece no segundo plano dos pensamentos e padrões de uma pessoa, então nós nunca somos capazes de realmente julgar o comportamento alheio. É essa permissão que traz à tona o presente da Bruxa Anciã do perdão.

Nosso Tempo-Bruxa Anciã:

Pense em como ficamos em nosso tempo-Bruxa Anciã (nossa menstruação). Nós não temos energia para lutarmos ou para nos incomodarmos com as dores e ameaças percebidas que pareciam tão importantes em nossa fase pré-menstrual / Feiticeira. Nós não temos a energia ou a motivação para realizarmos mudanças, e nós certamente não temos a energia para nos sentirmos chateadas emocionalmente. Nós naturalmente dizemos “tanto faz” e nos retiramos, e deixamos ir.

O presente da Bruxa Anciã é:
O que quer que seja libertado na escuridão permanece na escuridão –
a menos que, é claro, nós o recriemos novamente na luz de nossos pensamentos.

Cada mês, por meio dos nossos ciclos, temos a oportunidade na menstruação de refletirmos sobre uma situação sem desgaste emocional. Ficamos empoderadas para enxergar a verdade, com empatia por ambos os lados, sem nossas emoções e nosso ego turvando nossa percepção. E nós também temos a poderosa oportunidade de deixarmos nossas velhas emoções na escuridão. Todas nós temos esse dom, mas o que muitas de nós fazemos? Quando começamos a entrar na luz da fase de pré-ovulação / Donzela, reconstruímos o padrão de pensamento de novo e nosso ego e emoções recriam a raiva, a dor e o julgamento. Perdemos a resolução que encontramos na fase Bruxa Anciã e, então, perdemos a habilidade de construir um novo relacionamento baseado em amor e perdão. Nessa situação, ninguém ganha e ambos os lados continuam a sofrer e sentir dor e mágoa.

Aceitando a profunda cura do Ano da Bruxa Anciã:

Este ano, temos um ano inteiro influenciado pelas energias da Bruxa Anciã.

Este será verdadeiramente um incrível ANO DE PERDÃO. É um ano para abandonarmos nossas mágoas mais profundas e antigas que dominam nossos comportamentos e visões de mundo, encontrarmos resoluções internas de conflitos, e mudarmos em nossas almas para que possamos deixar o passado para trás e para criarmos novos relacionamentos que nos sustentem. O trabalho que fazemos no Ano da Bruxa Anciã com o perdão é sustentado pela própria Bruxa Anciã, então nós perdoamos com facilidade e mudamos sem esforço.

Então qual é o trabalho do nosso Ano de Bruxa Anciã?

Descansarmos na escuridão e…

  1. Enxergarmos o padrão que criou o problema.
  2. Aceitarmos a nós e à situação sem julgamento.
  3. Compreendermos que as emoções associadas serão acolhidas pela Bruxa Anciã.
  4. Perdoarmos a nós mesmas, reconhecendo que nos comportamos da única maneira possível que conseguíamos no momento.
  5. Perdoarmos aos outros, reconhecendo que eles se comportaram da única maneira possível que conseguiam baseados em seus padrões.
  6. Estender a mão para as pessoas, sem a expectativa de receber seu perdão, para oferecer construir um novo relacionamento.
  7. Se a oferta for rejeitada, oferecer o relacionamento para a Bruxa Anciã curar.

O resultado é que caminhamos pela vida com mais leveza e nos libertamos da necessidade de reviver o padrão. Quantas vezes nós deixamos um relacionamento apenas para encontrar o mesmo padrão repetido com outra pessoa? Quando perdoamos e esquecemos, nós não mais chamamos o padrão para nossas vidas.

Então, neste ano da Bruxa Anciã, descanse e reflita sobre as suas disputas de longa data – sobre pessoas com as quais você se desconectou, pessoas que magoaram você de alguma maneira, e pessoas que você magoou. Transforme-se no perdão da Bruxa Anciã e veja essa transformação refletida no mundo à sua volta.

 

Tradução: Dora Steimer e Taty Guedes