Blog

Plantando as sementes do futuro no nosso período da Crone

This post is also available in: en hr fr it de pt-br pt-pt es

Print Friendly, PDF & Email

Sowing the seeds of the future in our Crone-time

O arquétipo feminino da Crone* é do Útero Universal sereno; ela está completamente dentro dela mesma, e todas as coisas são possíveis dentro da sua escuridão.

Nosso período da Crone (fase menstrual) é a fase incrível do nosso ciclo em que podemos plantar as sementes para criar magicamente o mês seguinte. É nosso momento de sonhar o futuro, de imaginar as coisas que amaríamos atrair para nossa vida, e sentir a alegria das coisas que gostaríamos de ter e fazer. Esse sonhar é poderoso – mais poderoso nesta fase do que em qualquer outra fase do ciclo, porque, quando sentimos as emoções de amor e alegria pelas visões que temos ao sonhar acordadas no nosso período da Crone, duas experiências poderosas acontecem.

A nossa maneira dominante de pensar na nossa fase Crone é o nível de pensamento mais profundo que temos. Eu o chamo de nosso “Pensamento no Nível da Alma”. Este é o nível abaixo das nossas mentes conscientes e subconscientes, onde mantemos nosso saber profundo, nossa consciência de alma e nossa consciência da unidade com tudo. Não há palavras neste nível de paz, pois palavras pertencem à mente intelectual.

Padrões criados no nível da alma sobem através de níveis diferentes da nossa percepção – nossa mente subconsciente, nossa mente de sentimentos e nossa mente pensante – influenciando cada nível e criando mudanças profundas. Assim, as sementes que plantamos na escuridão do pensamento no nível de alma da Crone influenciam todos os outros níveis da nossa consciência e os demais arquétipos femininos e suas fases associadas do ciclo menstrual – o arquétipo da Donzela e a fase pré-ovulatória; o arquétipo da Mãe e a fase ovulatória; e o arquétipo da Feiticeira e a fase pré-menstrual.

Nosso período da Crone nos oferece a oportunidade de
curas e mudanças simples, profundas e transformadoras.

Normalmente, nos ensinam a usar nossos pensamentos para mudar nossa mente e sentimentos. Mas, se usamos o poder da nossa mente da alma na nossa fase Crone para visualizar algo novo, nós mudamos as bases que criam padrões externos de pensamentos, sentimentos e comportamentos.

Sonhar acordada com as coisas que amamos na fase Crone é
trabalhar com as raízes do nosso ser.
Quando mudamos a nutrição para as raízes,
a planta cresce de uma maneira diferente.

Neste mês, no seu período da Crone – mude sua vida. Aninhe-se no sofá e sonhe com seu emprego ideal, sua casa ideal, o parceiro que amaria ter, e todas as coisas na sua vida atual que fazem seu coração vibrar de alegria. Nutra as raízes da sua vida uma vez ao mês e veja como você muda e cresce em harmonia com o amor que derrama sobre elas.

A segunda experiência incrível que acontece quando passamos o período da Crone sonhando acordadas sobre o futuro é que o Universo responde. No nível da alma, não há diferença entre a alma individual e a alma universal. A Crone que está dentro de nós é a mesma Mãe Crone Universal fora do nosso eu.

Assim, as visões e a alegria e o amor internos que sentimos em nossos sonhos despertos no período da Crone também são expressos energeticamente no mundo fora do nosso eu. O que acontece dentro, acontece fora. Isso significa que nosso período Crone nos oferece uma oportunidade bela e sagrada de co-criar os desejos do nosso coração com o Universo.

No nosso período da Crone, o Universo está simplesmente esperando
que digamos a Ela o que nós amaríamos que Ela criasse.

No seu próximo sangramento, tire um pouco de tempo a cada dia para relaxar e sonhar o impossível. Você não precisa saber como vai alcançar seu sonho, apenas sinta alegria e amor enquanto o imagina na sua vida.

Mensagem para a fase menstrual, de “Mensagens Espirituais para Mulheres”:

Tudo o que você é, faz, pensa, sente e diz
faz parte da Divindade Feminina.
Sua presença a enriquece.
Seus pensamentos e emoções a enriquecem.
E ela enriquece você.

*’Crone’ é uma palavra em inglês que significa uma mulher mágica, muito velha.

Tradução: Liliana Bauermann e Taty Guedes

This post is also available in: en hr fr it de pt-br pt-pt es